domingo, 25 de setembro de 2011

Cap. 26


- Você hoje foi três vezes, meu Deus - ele acariciou o meu cabelo - você é linda


- obrigado - eu corei - você é um gostoso


 - Obrigado - ele sorriu quadrado - você que é gostosa


- Só você sabe me levar nas nuvens assim


- Só você que sabe me da - nós rimos da brincadeira, depois ele ficou sério


- que foi ? - eu fiquei preocupada


- você me perdoa ? - ele passou a mão no meu cabelo


- pelo oque ? - fiquei confusa, aliás oque ele fez ?


- pelo oque eu te fiz no passado, ter te trocado por festas, por bebidas e por outras mulheres - ele suspirou - eu não sei oque eu vi nelas, eu tinha uma mulher linda e que fazia de tudo para me ver bem e eu fui lá e fiz besteira e...


- shiii - eu pus o dedo na boca dele - calma Joe, ta bom? passado é passado, se nós vivermos no passado nunca nós vamos poder ver o futuro, ok ?


- ta bom - ele me deu um selinho - Demi, eu tava pensando e.. você quer namorar comigo?


- mais eu pensei que...


- oficialmente - ele sorriu quadrado


- claro - Ele me beijou, um beijo calmo




Uma semana se passou eu e Joe fomos no hospital para ele retirar o Gesso, entramos na sala e o médico examinou o braço de Joe




- ok Joe - ele retirou os óculos do olho - seu Braço se recuperou muito rápido, então não vai mais precisar de usar o gesso


- até quem fim - eu ficou feliz


- Mais seu braço não esta 100% recuperado Joe, então fassa bastante fisioterapia e exercíos que fassam o seu braço trabalhar ok ?


- Pode deixar - ele olhou para mim e sorriu, senti maldade naquele sorriso


- E Demi, ajudeo bastante ok?


- Doutor, pode ter certeza que ela vai me ajudar bastante, - ele sorriu mais uma vez com MUITA maldade


- ok, então está liberado Joe. - Nós nos levantamos e o médico também


- Muito obrigado doutor - Joe apertou a mão dele


- Dinada Joe


- Tchau Doutor - Nós nos despedimos e fomos embora, quando eu e Joe entramos no meu carro. 


- Demi, deixa eu dirigir - Joe pediu


- Na na ni na não - eu abri a porta - eu que vou dirigir


- ta bom, mais depois não reclama - ele disse entrando no carro




Fomos para a minha casa e quando chegamos em casa e começei a me sentir mal. Joe logo suspeitou




- que foi Demi ? - ele me ajudou a se sentar no sofá


- to passando mal - eu disse colocando a mão na barriga.


- oque você tem ? - Ele levantou o meu rosto


- Não sei, a minha barriga ta doendo


- Doendo ? - ele pareceu confuso - Mais você não comeu nada


- é melhor eu dormir um pouco - eu levantei e Joe me pegou no colo e foi indo em direção ao meu quarto, ele me deitou na cama e se sentou na beira da cama. Então o celular de Joe tocou e ele atendeu. Falou e depois desligou


- Demi, era a minha mãe pedindo para mim ir para casa e levar ela na clínica


- Tudo bem, pode ir - eu deitei de bruço para tentar aliviar a dor


- Como que eu vou e te deixar aqui assim ?


- Vai logo Joe, a sua mãe ta precisando da sua ajuda.


- Tem certeza ?


- Tenho, vai logo


- ok, então tchau


- tchau - ele ficou parado olhando para mim - vai logo menino, porque si não a minha sogra vai ficar com raiva de mim


- Vem aqui




Ele me puchou e me beijou, um beijo romantico e cheio de amor.




- Agora sim, tchau - ele me deu um selinho - te amo


- Também te amo.




Ele levantou e foi embora, e eu me ajeitei na cama e voltei a dormir.




Demi off


Joe onn




Demi estava passando mal, mais minha mãe era muito complicada e se ela passe mal e nós não a levássemos, a Clínica dela, ela ia ficar uma fera, Fui buscar ela e levei para a clínica, quando chegamos lá ela logo foi atendida, enquanto ela estava dentro do consultório eu resolvi ligar para Demi.




- Oi princesa - eu disse Alegre


- oi - Demi respondeu com uma voz fraca


- Demi? porque você ta assim ?


- to passando mal - ela disse e torciu


- ta com oque ? 


- to com febre e fraca - ela disse com a voz falha


- ok, assim que eu sair daqui eu deixo minha mãe em casa e depois eu vou ae 


- ta bom


- quem ta ae com você ?


- a Miley


- ta bom, depois eu vou ae


- ta bom amor - ela tossiu - eu te amo


- também te amo




Ela desligou o celular e eu fiquei esperando minha mãe que estava demorando muito, ela saiu do consultório e fomos embora, deixei ela em casa e quando eu ia sando




- Joe meu filho - minha mãe chamou


- oi mãe


- Não demore na casa de Demi ok?


- porque ? - eu estranhei, aliás ela nunca mandou em mim


- Porque sim, não quero que chegue tarde em casa


- Você nunca ligou para isso


- Mais Joe, oque você e Demi tanto faz na casa de Demi ?


- Agente namora, aliás ela é minha namorada


- Toma cuidade Joe, aliás eu não quero um neto agora


- ta bom mãe - eu abraçei ela


- porque você não traz Demi para nós jantarmos juntos ?


- porque ela ta passando mal mãe, eu vou indo




Eu sai de casa correndo, atravessei a rua e abri a porta da casa dela, porque eu tinha a chave e corri para o quarto dela, quando entrei Miley estava sentada na cama fazendo carinho nos cabelos de Demi.




- Oque aconteceu ? - eu perguntei e Demi se mecheu na cama


- relaxa Joe, ela só esta dormindo - Miley se levantou


- ai que susto - eu me aproximei mais de Demi - oque ela tem ?


- ta com um pouco de febre, só isso


- mais porque ela esta com febre ?


- Não sei Joe, eu não sou médica - ela abriu a bolsa dela - mais eu trouxe um remédio, ae quando ela acordar você dá a ela,


- Mais ela já tomou hoje ?


- Já, eu dei a ela  assim que eu cheguei, a febre passou um pouco - ela foi até Demi, e colocou a mão na testa dela - mais ainda não passou por completo, então quando ela acordar, você dá a ela


- ta bom - ela me deu e eu coloquei em cima da mesa do computador


- Joe, eu vou indo porque Nick está me esperando, - ela veio até mim -  tchau - um beijo em cada buchecha.


- Tchau Miley




Ela saiu e eu fiquei admirando Demi, como que ela consegue ser tão perfeita ? mesmo com febre e estando pálida, ela estava linda como sempre Demi é verdadeiramente uma princesa, uma princesa e um anjo, um anjo que Deus me deu de presente, então Demi devagar foi indo abrindo os olhos.




- Meu anjo - eu dei um selinho nele e ela abriu um sorriso


- oi amor - ela sorriu, um pouco fraco


- Você tem que tomar o remédio - eu peguei o remédio


- não Joe - ela gemeu com voz de dor e colocou o cobertor na cabeça


- sim senhora, você vai tomar tudinho - eu coloquei numa colher que  Miley havia deixado junto dos remédios


- não quero


- quer sim - eu coloquei a colher com o remédio em cima cabeçeira, que tinha ao lado da cama de Demi


- Não quero


- oque eu posso fazer para você tomar esse remédio ? 


- quer saber mesmo ? - ela se descobriu e me olhou com uma cara safada, mais ainda com a pele pálida


- não Demi, isso não - eu levantei e ela olhou para mim com um olhar desconfiador


- Ta broxa ? - ela deboxou de mim


- Duvido hein


- Me amostra então que você ainda não broxou


- Demi - eu peguei no cabelo e puchei para trás - não brinca comigo hein - e beijei ela bem sensual. Ela safada enfiou a mão por dentro da minha blusa e ficou arranhando as minhas costas, do mesmo jeito quando eu to metendo nele, então eu me animei.




Tirei o short e a calcinha, então eu lambi um pouco a intimidade que estava quente, depois enfiei um dedo na intimidade nela, tirei e fiz ela chupar meu dedo e voltei a beijar ela, um beijo calmo.




- Só isso ? - ela separou o beijo


- é você não está bem


- ata - ela se sentou longe de mim e ficou com raiva - me da logo esse remédio - eu dei a colher a ela e ela tomou tudo e depois ela levantou muito bolada e foi para o banheiro, quando entrou no banheiro ela bateu a porta com tanta força que a porta foi e voltou. Eu ri da situação


- ta bolada ? - eu gritei, ela não respondeu nada, então eu levantei e fui andando até o banheiro - Eu vou entrar ae - eu abri um pouco a porta


- Nem pense nisso - ela gritou - AGORA QUEM NÃO QUER SOU EU - ela gritou muito bolada e eu ri.


- Mais agora eu quero - eu falei e ela não disse nada - eu vou tirar minha roupa e vou tomar banho com você


- Duvido hein


- ta duvidado de mim é - eu tirei a calça e a Blusa - olha que eu vou ae mesmo hein


- você não é nem louco - escutei o barulho do chuveiro abrindo


- veremos - eu tirei a minha box e entrei no banheiro e agarrei ela de costas - duvido de mim




Beijei o pescoço dela, bem sensual e ela arrepidou. Nós estávamos nús, Demi começou a rebolar a bunda no meu "JJ" fazendo movimentos de sobe e desce, Ela começou a gemer no meu ouvido, então meu "JJ" ficou duro, eu penetrei nela por trás, no ânus dela, eu enfiada de vagar e ela apertava, conforme eu enfiava ela gemia no mesmo rítimo que eu metia ela gemia, isso estava me deixando louco, eu apertava mais ela contra mim, apertava bem a cintura dela descendo até a coxa e apertando entre as pernas dela, subia até os seios e apertava bem, ela gemia baixo só para mim ouvir, eu enfiei fundo e parei de me movimentar e coloquei ela de quatro, com as mãos no chão e ela empinou a bunda, eu acariciei a aquela bunda linda dela e depois enfiei um dedo lá no ânus dela, eu fazia movimentos rápidos e enfiei mais dois dedos. Eu enfia bem e rodava bem eles lá dentro, Demi gemia orrores, então eu tirei os dedos e lambi eles, ela me ohava safada. Dei um beijinho lá e enfiei só a cabeçinha do meu "JJ" lá no ânus dela e depois tirei e fiquei admirando ele abrir e fechar, ele estava vermelhinho, encachei a cabeçinha do meu "JJ" lá denovo e entrei nela devagar, então começei os movimentos rápidos, Demi gemia alto, eu tocava lá no fundo, deixando Demi fazer caras e bocas, Eu toquei fundo e rebolei bem gostoso, tirei e enfiei denovo e então eu gozei, tirei tudo e depois peguei o gozo com a língua e pús na intimidade dela que piscava e estava molhadinha, esperando por mim, penetrei nela e começei a bombar forte, eu tocava fundo.




- Aiin cachorro - ela gameu - seu cachorro, vai mais forte - ela gritou ainda gemendo - Aiin Joseph, ohh Joeey




Eu tocava fundo então ela gozou , eu sai de dentro dela e começei a chupar ela, eu chupava com vontade, e enfiava a língua nela, ela gozou novamente lambi os lábios.




- sua vez - eu obriguei a ela a me mamar, sentei no chão e abri as pernas para que ela pudesse ir de boca, então ela foi com a mão primeiro.




Ela segurou ele bem firme, e começou a fazer aquele sobe e desce com as mãos, ela me olhava safada. Então ela aumentou os movimentos, depois de um tempo eu peguei no cabelo dela e fiz ela ir de boca




- Ai Joe, meu cabelo - ela reclamou mais depois sorriu




Então ela começou a me mamar, ela sabia fazer aquilo, mordia a cabeça lambia ele por toda a extenção e chupava as bolas todas, enfiava ele até a garganta, ela fechava a boca e fazia pressão igual ou até melhor que sua intimidade. Então ela se levantou e depois sentou no meu "JJ" que estava ficando torto de tanto duro que estava. Ela subia e descia devagar, Então ela desceu tudo até o fim e ficou rebolando, Então ela gozou novamente e eu também, ela saiu de cima de mim e eu levantei junto.




- Meu Deus - Demi pegou a toalha - hoje você ta que tá


- Você que me deixa assim


- Pois é - ela saiu do banheiro rebolando




Eu preocurei uma toalha mais não achei




- Demi, me da uma toalha ae - eu gritei


- pera ae - ela respondeu, e depois entrou no banheiro só de langerie vermelha, eu peguei a tolha e ela saiu do banheiro, rebolando.


- garota você não brinca comigo - eu provoquei ela


- não to fazendo nada - ela disse rindo




Enrolei a toalha na cintura, e sai do banheiro minhas roupas ainda estavam no chão.




- Demi, você tem roupa minha ae ? - Perguntei tirando as minhas roupas do chão e colocando em cima da cama




Ela  olhou no guarda-roupas




- sua sorte - ela pegou uma box vermelha e me deu, eu coloquei


- e short ? - Perguntei dobrando as minhas roupas


- Ha Joe, fica assim - Demi colocou um shortinho Jeans - aliás ta muito calor


- Ta bom




Coloquei minha roupa em cima da cadeira, e me sentei na cama dela, ela pegou o Notbook dela que estava dentro do armário e se deitou na cama, deitei do lado dela.




- Joe, eu quero um sorvete - Demi disse com cara de desejo


- mais aonde que tem ?


- na sorveteria né 


- Ha Demi, eu não vo na sorveteria não - me sentei na cama


- Por favor Joe - ela resmungou fazendo voz de criança que quer um brinquedinho e a mão não quero comprar.


- Ta - eu pensei numa idéia - mais oque eu ganho com isso ? 


- oque você quiser - ela colocou a mão em cima do meu "JJ" - e agente pode brincar com o sorvete - ela fez uma voz sensual e mordeu meu lábio inferior.


- só porque você sabe me subornar - eu levantei e coloquei a minha calça


- por isso que eu te amo - ela sorriu e eu também.


- também te amo.




Eu me arrumei e fui na sorveteria que havia na esquina da rua, comprei um potão de sorvete de chocolate e fui para casa de Demi, cheguei lá e Demi não estava no quarto.




- Demi ? - eu a chamei - ta querendo brincar né


- Joe - ela estava no banheiro vomitando


- Ai meu Deus Demi, oque aconteceu - eu corri para lá e larguei o sorvete em cima da cama dela


- Eu fiquei injuada e vomitei - ela disse levantando, sua pele era pálida


- Demi. - eu levantei desconfiado - sua menstruação é para vir quando ?


- daqui a duas semanas Joe


- ai que susto - eu me aliviei


- porque ? - ela ficou se intender


- sei lá, vai que você ta grávida


- Eu? - ela riu um pouco - grávida? Me poupe né Joseph - ela saiu do banheiro e eu fui atrás dela


- Porque ? ia ser legal


- ia nada, já pensou você ter que parar de estudar e ter que trabalhar


- po, ia ser maneiro. - começei a imaginar - ae eu ia te pedir em casamento, ia comprar uma casa muito bonita, e com um quarto só para agente para agente fazer sexo muito selvagem - ela riu - Nosso filho ia se chamar Henrique - eu a abraçei ela pelas costas - ele ia ser a coisa mais linda do mundo, agente ia passear todo sábado na praça, e no Domingo íamos visitar a casa da minha mãe, ou da sua, e agente ia ter outro filho, mais dessa vez menina, ae o nome dela ia ser Eduarda, ela ia ser igual a você. - Beijei ela com muito amor


- Nossa Joe - Demi colocou a cabeça no meu ombro - você ta com uma imaginação boa hoje


- e você ta deboxando de mim? por eu ser romantico com você 


- Não to deboxando Joe, só estou falando que você tem ótima imaginação


- Viu, você ta deboxando - eu parei de abraçar ela e sentei na cama dela


- Ai Joe, nada a ver - ela virou para mim - se agente tivesse uma família, agente ia morar numa casa não muito grande, mais sim o suficiente para termos conforto, eu ia ter um Filho, que se chama o Henrique, e nós íamos passear todo sábado e domingo - ela colocou as pernas entre minha cintura e sentou no meu colo - Demanhã eu ia levar as crianças para a escola, e você ia trabalhar, eu ia arrumar a casa e fazer comida, depois eu ia buscar as crianças na escola, você ia chegar para almoçar, nós íamos almoçar numa mesa grande, toda a família reunida, depois você ia voltar para o trabalho e eu ia lavar a louça, eu ia dar banho nas crianças e ia levar eles no curso, depois eu voltava para casa e ficava vendo a novela, ae depois eu ia buscar as crianças no curso, e quando chegasse em casa eu ia fazer o jantar, você ia chegar do trabalho e nós íamos Jantar, em família, nós íamos terminar o Jantar e eu ia colocar as crianças para tomar banho, escovar os dentes e dormir, nós íamos para o nosso quarto, e íamos fazer sexo selvagem até o dia amanhecer. 




- gostei mais da sua história - Joe disse e colocou a mão na minha cintura


- Gostei das duas Histórias - coloquei a mão no rosto dele


- Nós íamos ser uma família linda, e feliz - Joe encostou nossos lábios


- e ninguém ia atrapalhar agente, porque nós somos apaixonados um pelo o outro - Dei um deu um selinho


- isso mesmo - começei a beijar ele, com calma, estávamos aproveitando um ao outro, como que se só havíamos nós dois aquele mundo inteiro, como o ar e a terra, se juntam, eu e Joe nos encontravámos. - Eu te amo - ele sussurou no meu ouvido


- Eu te amo - sussurei no ouvido




Joe me deitou na cama e começou a beijar o meu corpo.




- DEEMI - minha mãe gritou atrás da porta


CONTINUUUA

OOie minhas Lindas, tudo bom? Primeiro eu quero pedir desculpas para postar, mais é que eu tava sem paciencia e eu tinha esquecido o Pen Drive na casa da minha tia, I'm Sorrry. Mais eu quero falar com você sobre oque eu disse da cobertura do show do Nick, aqui no Rio. Gente eu ia fazer a cobertura mais um dia antes do show me roubaram o meu celular, lá na escola, pois é, ae nem deu. Aiin Gente ele foi tão perfeito, se você foi no show do Nick me avise ae em baixo ;)


Respondendo :

Vivi Godoy : oaksoaksoka ' Ignorado ammr ;D 

Leonara Vitoria : rsrs ' MEGA HOT, agora to pensando em colocar Hot em todos os Caps, 

Anônimo : Obrigado ;)

Allysa Mikaelli : Obrigado ammr, e seja MUITO bem vindo ok?

Franciely : Postado e Obrigado

Anônimo : Postado Carol 

Jemilovers *--* : Postado Linda ;)

5 comentários:

  1. Anônimo19:31

    woooooo siim por faaavoor!
    Hoooot,Hooooot,Hoot maais beem hooot msm heeim tooodos oos capts.
    amoo tantoo a sua históriia viciiey neela.;

    Beeeijo.
    Poor; Paulla

    ResponderExcluir
  2. Vivi Godoy10:24

    Eu tô com vontade de te mataar!!!
    Você demoro um ano pra postar!!Meu deus eu quase morri na parte do Joe e da Demi!OMG!!KKK gostei da historinha deles!!kkk mais o que sera que a Dianna quer?Posta logo pelo amor de deus!!

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Leitora e seguidora nova!
    Nosssssssssssssa!
    Que hot!
    Divulga pra mim?
    http://jemi-realourock.blogspot.com/
    Beijemi!

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. asushusahuashu'
    QUE COENCIDENCIA
    MEU NOME É EDUARDA E O DO MEU IRMÃO É ENRIQUE(SO QUE COM ''E'')
    KKKKKK'
    POSTA LOGO

    ResponderExcluir